Não se esqueça de pôr uma capa

Escolher o revestimento certo reduz os custos de manutenção das empresas

Quando está frio e a chover pode ter a certeza de que as mães em todo mundo estão a discutir com os filhos, convencendo-os a usar uma capa para se protegerem do mau tempo. No entanto, este bom conselho pode fazer mais do que apenas proteger contra problemas de saúde; é algo que pode ser aplicado em ambientes industriais relativamente à proteção corrosiva. Peter Crossen, VP da Plataforma de Maintenance and Partsmaster da NCH, explica como o revestimento certo faz toda a diferença.

Assim como não usaria um casaco leve sem capuz com chuva forte, é importante lembrar que nem todos os revestimentos para prevenção de corrosão serão eficazes em todas as situações. Selecionar o revestimento certo para aplicações específicas requer uma deliberação cuidadosa das condições a que a superfície será sujeita, bem como analisar as razões para revestir o produto.

Por exemplo, uma empresa que tem os tanques de armazenamento no exterior deve ser responsável pela substância armazenada no interior do tanque – muitas vezes um líquido, o que por si só acelera a corrosão – e pelas condições climatéricas a que o tanque estará sujeito. Este tipo de situação exige um revestimento permanente que pode fornecer a proteção a longo prazo.

As vantagens de um revestimento permanente são mais do que apenas longevidade. Os revestimentos concebidos para proteger superfícies durante períodos longos oferecem uma gama de características, tais como elevada resistência ao calor para proteger sob temperaturas extremas sem escorrer, suportando os duros requisitos de certas indústrias e ambientes.

Se uma determinada superfície é especialmente propensa à ferrugem e o processo contínuo de tratamento e proteção está a tornar-se um ciclo dispendioso, pode ser aconselhável considerar um produto tudo em um. Uma solução de tratamento encapsulador de ferrugem oferece uma abordagem mais rápida e mais rentável ao converter a ferrugem existente em barreira, a qual defende contra corrosão posterior.

Não julgue um produto pelo seu nome

Embora o nome possa parecer a solução perfeita, um revestimento permanente não é necessariamente a melhor opção para todos.

Por exemplo, grandes peças mecânicas que estão em trânsito pelo mundo não vão beneficiar plenamente de um revestimento permanente. Uma solução muito mais rentável para esta situação é proteger as peças em trânsito aplicando um revestimento temporário.

Os revestimentos temporários, como o nome sugere, são produtos protetores que oferecem uma defesa satisfatória contra a corrosão por um curto período, sendo frequentemente utilizados pelos fabricantes para proteger as peças metálicas durante o transporte. São normalmente à base de óleo para que os engenheiros possam aplicar um desengordurante e removê-los facilmente aquando da chegada.

Na NCH, um dos maiores problemas que encontrámos durante os inquéritos é que os produtos de revestimento temporário são pouco utilizados pelos engenheiros de manutenção. Como resultado, o equipamento é muitas vezes armazenado sem proteção suficiente. Quando chega o momento de o usar novamente, este já tem ferrugem. Basta aplicar um revestimento temporário primeiro e os engenheiros podem prolongar o tempo de armazenamento dos equipamentos por meses, até anos e poupar o custo de uma substituição inesperada.

Ambos os revestimentos permanentes e temporários têm um papel a desempenhar na prevenção da ferrugem para permitir uma abordagem abrangente à gestão de ferrugem. Ao saber escolher adequadamente cada tipo de proteção, os engenheiros podem proteger os seus ativos das intempéries, independentemente da aplicação. A mãe ficaria orgulhosa!

Não se esqueça de pôr uma capa