In article Image

Com o impacto do COVID-19, a parceria contínua entre o pessoal da fábrica e o seu fornecedor de tratamento de água é mais importante do que nunca. Os sistemas de água, como torres de refrigeração e caldeiras, são sistemas dinâmicos por padrão. No ambiente atual, eles podem não estar a funcionar tão consistentemente quanto antes, com processos ou instalações inteiras sendo encerradas sem aviso prévio e, depois rapidamente, reiniciadas.

Pode acontecer muita coisa que tem impacto no sucesso de um programa de água, incluindo torres de refrigeração a transbordar, bombas que perdem o produto, válvulas que ficam abertas ou fechadas, descalcificantes que endurecem, estagnação da água e crescimento microbiológico indesejado. Procedimentos específicos de encerramento e inicialização podem ser necessários. A monitorização de rotina por pessoal empenhado no local foi sempre importante para ajudar a identificar e comunicar problemas e condições que se desenvolvem entre as visitas de assistência do seu fornecedor de tratamento de água.

Comunicação Clara

As mudanças no funcionamento de fábricas ou sistemas, como encerramentos e inicializações, devem ser imediatamente comunicadas. Idealmente, os sistemas de aquecimento e refrigeração das instalações devem ser mantidos operacionais com protocolos de tratamento em vigor para lidar com o funcionamento em condições de baixa carga ou standby.

Quando as instalações ou os sistemas podem ser encerrados, os procedimentos específicos são necessários para ajudar a proteger os equipamentos off-line. Os procedimentos específicos de inicialização também podem ser necessários. Por exemplo, os sistemas de torres de refrigeração devem ser desinfetados antes da inicialização para reduzir o potencial de riscos para a saúde relacionados com a Legionella e a doença dos Legionários.

É importante comunicar quaisquer alterações nos protocolos de acesso ao local que possam ter impacto na capacidade de prestar assistências ao local ou na entrega de produtos químicos (por exemplo, novos procedimentos de triagem, requisitos de EPI, horário de entrega, etc.).

Monitorização no local

A monitorização no local foi sempre uma parte importante de qualquer programa de tratamento de água. As limitações de acesso ao local aumentaram essa importância para novos níveis. O pessoal da fábrica deve registar os stocks, verificar se as bombas têm um funcionamento adequado, verificar se há fugas e reportar todas as preocupações ao fornecedor de tratamento de água. As águas do sistema devem ser inspecionadas visualmente e documentadas. O excesso de perdas de água precisa de ser tratado e o sistema necessita de voltar a ser tratado conforme necessário. Testes essenciais como a dureza da água que vai para a caldeira são necessários, uma vez que a água dura pode causar uma avaria na caldeira num curto período de tempo. Se o seu fornecedor de tratamento de água estiver impedido de entrar nas instalações, devem ser disponibilizadas amostras de água para análises e recomendações fora das instalações. 

Manter-se em contacto

Uma boa comunicação é mais importante do que nunca. Embora ainda reportem os itens normais de tratamento de água, esses tempos de fluido requerem uma comunicação suplementar para manter todas as partes informadas e garantir programas eficazes de tratamento de água. As responsabilidades suplementares e os protocolos do local podem ser uma causa de stress adicional, mas lembre-se sempre que o seu parceiro de tratamento de água está apenas um telefonema, e-mail, sms ou reunião virtual de distância. Uma monitorização precisa e um diálogo atempado ajudarão a garantir que seus ativos estão sempre devidamente protegidos, proporcionando algum conforto nestes momentos difíceis.

Para obter informações adicionais ou em caso de dúvidas, entre hoje em contacto com o seu agente comercial Chem Aqua.

Escrito por: Jeff Lazor