A long exposure of a city

À medida que o coronavírus continua a espalhar-se pelo mundo, muitas instalações, incluindo residências universitárias, hotéis, alojamentos de férias, centros comerciais, escritórios e outros edifícios estão a ser inesperadamente fechados ou a funcionar com muito poucos utilizadores.

Como resultado, os sistemas de água dos edifícios, que por norma têm centenas ou milhares de litros de água a fluir diariamente através de acessórios, tubagens e equipamentos, pode estar estagnados por um período desconhecido de tempo, talvez vários meses.

A estagnação pode levar a problemas sérios que causam danos a longo prazo, reduzem o valor da propriedade e são muito difíceis de mitigar quando o edifício voltar a ser usado.

Quais são os problemas causados pela estagnação do sistema de água e o que os proprietários de edifícios podem fazer para combatê-los?

O pouco fluxo e a estagnação nos sistemas de água esgotam os níveis de desinfetante e estabilizam as temperaturas para a temperatura ambiente. Isso fornece as condições ideais para que os biofilmes se formem em tanques de armazenamento e tubagens de água quente e fria, aquecedores de água quente, chuveiros, torneiras, máquinas de gelo, piscinas, banheiras de hidromassagem, fontes decorativas e sistemas de torres de refrigeração.

Os biofilmes são comunidades de bactérias ligadas à superfície, que estão diretamente ligadas a sérios problemas de corrosão, bioincrustados e ao crescimento de Legionella e outros patógenos. Uma vez estabelecidos, os biofilmes são difíceis de remover dos sistemas de água, mesmo com níveis elevados de desinfetante.

Embora cada situação seja diferente, existem passos práticos que pode tomar ao encerrar um edifício para ajudar a reduzir o potencial de danos no sistema de água e o crescimento de patógenos transmitidos pela água:
• Manter ativos os sistemas de AVAC do edifício para manter o controlo da temperatura e da humidade.
• Se não for necessário para o funcionamento do sistema AVAC, a torre de refrigeração, os refrigeradores, os permutadores de calor e as tubagens associadas devem ser completamente drenados. Deixar o sistema cheio de água estagnada pode resultar em corrosão grave, problemas de bioincrustados e contribuir para a transmissão da doença dos legionários.
• Se a torre de refrigeração for necessária para o funcionamento do sistema de AVAC, poderão ser necessários protocolos de tratamento específicos para ajudar a resolver as condições de baixa carga. Os requisitos do inibidor podem ter de ser ajustados e o controlo microbiológico pode ser um desafio maior. Não interrompa o tratamento de água se a torre estiver a funcionar.
• Drenar completamente fontes decorativas, banheiras de hidromassagem e piscinas, a menos que sejam mantidos protocolos de tratamento e monitorização aprovados. Um surto de doença dos legionários em 2019 que resultou em mais de 140 casos e 3 mortes foi ligado a uma banheira de hidromassagem com má manutenção.
• Desligar o abastecimento de água a máquinas de gelo, máquinas de café, filtros de água e dispositivos semelhantes. Desinfetar as linhas de entrada e instalar novos filtros antes de iniciar o arranque.
• Manter os aquecedores de água regulados à temperatura designada (idealmente a 50ºC).
• Lavar todas as instalações de água quente e fria (chuveiros, torneiras, estações de lavagem de olhos) pelo menos semanalmente. Documente o horário de lavagem com folhas de registo. A lavagem de rotina pode atenuar a necessidade de desinfetar o sistema de água potável antes de o edifício voltar a ser usado.
• Monitorizar periodicamente o nível de cloro no ponto de entrada e locais em todo o edifício para garantir que a descarga proporciona resíduos adequados. Kits de teste simples estão disponíveis para testes de cloro.
• Uma limpeza/desinfeção completa deve ser concluída em sistemas de refrigeração evaporativa abertos/torres de arrefecimento, antes da reutilização.

Se tem um Plano de Gestão de Riscos da Legionella, então muitas dessas etapas já serão definidas. Se não tem, é recomendável que consulte um profissional de tratamento de água para aconselhá-lo sobre as medidas específicas que pode tomar para reduzir o potencial de problemas durante o encerramento e as medidas corretivas a serem tomadas antes das instalações voltarem a ser utilizadas.

Para obter informações adicionais, apoio para resolver esses problemas ou quaisquer outras preocupações de gestão de água, entre em contacto com o seu escritório local Chem Aqua para obter assistência imediata.